Postagem em destaque

SANTA MARIA VIRGEM: MÃE DA DIVINA PROVIDÊNCIA

Patrona da Ordem dos Clérigos Regulares de São Paulo (Barnabitas). Solenidade (no sábado anterior ao III domingo de novembro). Depois...

Follow by Email

Inicio » » Figura retórica na bíblia

Figura retórica na bíblia

16 de agosto de 2018


Prosopopeia:[1] significa atribuir a seres inanimados (sem vida) características de seres animados ou atribuir características humanas a seres irracionais. Prosopopeia é uma figura de linguagem usada para tornar mais dramática a comunicação.
Exemplo: Porque com alegria saireis, e em paz sereis guiados; os montes e os outeiros romperão em cântico diante de vós, e todas as árvores do campo baterão palmas (Isaias 55,12).

Apostrofe: 1. Interrupção que o orador ou o escritor faz, para se dirigir a seres reais ou fictícios; 2 Interpelação direta e imprevista; 3. Frase enérgica, incisiva ou pungente, dirigida inesperadamente a alguém.
Exemplo: Ouvi, ó céus, e dá ouvidos, tu, ó terra; porque o SENHOR tem falado: Criei filhos, e engrandeci-os; mas eles se rebelaram contra mim (Isaias 1,2).

Antropomorfismo: Aplicação dos atributos humanos à divindade. Doutrina que concebe a divindade à imagem do homem.
Exemplo: Face a face o SENHOR falou conosco no monte, do meio do fogo (Deuteronômio 5,4).

Hipérbole: Exagero; figura de linguagem expressiva que enfatiza através do exagero da significação linguística: morrer, chorar de rir.
Exemplo: Há, porém, ainda muitas outras coisas que Jesus fez; e se cada uma das quais fosse escrita, cuido que nem ainda o mundo todo poderia conter os livros que se escrevessem. Amém (Joao 21,25).

Paradoxo: Contradição ou oposição aparente. Idéia bem fundamentada ou apresentada de forma coerente, mas que possui subentendidos contraditórios à sua própria estrutura.
Exemplo: Porque aquele que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á, e quem perder a sua vida por amor de mim, achá-la-á (Mateus 16,25).

Sinédoque:[2] é uma figura de linguagem, similar à metonímia e, às vezes, considerada apenas uma variação desta. A palavra tem origem grega, synekdoche (συνεκδοχή), que significa "entendimento simultâneo". Consiste na atribuição da parte pelo todo (pars pro toto), ou do todo pela parte (totum pro parte).
Exemplo: Então ia ter com ele Jerusalém, e toda a Judéia, e toda a província adjacente ao Jordão (Mateus 3,5).

Metáfora:[3] é uma figura de linguagem onde se usa uma palavra ou uma expressão em um sentido que não é muito comum, revelando uma relação de semelhança entre dois termos. Metáfora é um termo que no latim, "meta" significa “algo” e “phora” significa "sem sentido". Esta palavra foi trazida do grego onde metaphorá significa "mudança" e "transposição".
Exemplo: "Eu sou o caminho, a verdade e a vida", respondeu Jesus. "Ninguém pode chegar ao Pai sem ser por mim (Joao 14, 6).

Metonímia: é a substituição de uma palavra por outra, quando entre ambas existe uma relação de proximidade de sentidos que permite essa troca.
Exemplo: Respondeu-lhe Abraäo: "Para isso têm Moisés e os profetas. Que lhes prestem atençäo” (Lucas 16,29).

Prolepse:[4] Ocorrência prematura de algo; antecipação; recurso estilístico que consiste em prevenir as possíveis objeções, refutando-as antecipadamente, ou fazendo-as a si próprio e refutando assiduamente; também, antecipação no discurso narrativo, de um evento acontecido mais tarde no plano da historia (em oposição à analepse).
Analepse:[5] Quando surge o termo analepse nos mais variados contextos, este pode parecer estranho, mas sua função é conhecida por muitas pessoas, porém, com outra nomenclatura, flashback, que nada mais é que uma recordação, uma lembrança. Apesar de o uso flashback ser mais corrente na linguagem do cinema, sua utilização também está na literatura, como em tantos outros meios, sendo seu sinônimo o vocábulo analepse.
Exemplo: Assim Noemi voltou, e com ela Rute a moabita, sua nora, que veio dos campos de Moabe; e chegaram a Belém no princípio da colheita das cevadas, (Rute 1,22), resume o conteúdo do cap. 1.

Parábola: é uma pequena narrativa que usa alegorias para transmitir uma lição moral. As parábolas são muito comuns na literatura oriental e consistem em histórias que pretendem trazer algum ensinamento de vida. Possuem simbolismo, onde cada elemento da história tem um significado específico. Algumas das parábolas mais famosas são as parábolas bíblicas, especificamente as parábolas de Jesus, que eram histórias com elementos comuns da cultura daquele tempo que tinham como objetivo ensinar coisas sobre o Reino de Deus.
Exemplo: Entre as parábolas de Jesus, algumas das mais conhecidas são a parábola do filho pródigo, parábola dos talentos, parábola do semeador, parábola do trigo e do joio, etc (Ver também em Mateus 4.23 - 9.35; Mateus 5, 6 e 7). Geralmente a lista das parábolas de Jesus contém cerca de 40.

Alegoria: Expressão figurada, não real, de um pensamento ou de um sentimento, através da qual um objeto pode significar outro.
Exemplo:  Se alguém não estiver em mim, será lançado fora, como a vara, e secará; e os colhem e lançam no fogo, e ardem (João 15,6).






[1] https://www.significados.com.br/prosopopeia/
[2] https://pt.wikipedia.org/wiki/Sin%C3%A9doque
[3] https://www.significados.com.br/metafora/
[4] https://www.infopedia.pt/dicionarios/lingua-portuguesa/prolepse
[5] https://www.infoescola.com/portugues/analepse-e-prolepse/




Anterior Proxima Página inicial