Postagem em destaque

Profissão Solene do Ir. Lima

No dia 5 de Agosto final de semana passado o nosso caro Ir. Lima deu seu sim definitivo na sua profissão solene, ao passo que o terceiro do...

Follow by Email

Inicio » » O que é a Vida Consagrada?

O que é a Vida Consagrada?

8 de fevereiro de 2013


Queridos irmãos e irmãs,
Quando a Igreja fala de Vida Consagrada está falando de uma vocação que tem várias modalidades de vida dentro da Igreja. Seguem essa vocação os Monges e Monjas, os Religiosos e Religiosas das Ordens, Congregações e Institutos Religiosos. Além desses, existem os membros dos Institutos Seculares, bem como os consagrados e as consagradas de assim chamadas “Novas Comunidades”, muitas das quais nasceram dentro de Movimentos eclesiais relativamente recentes ou formam seu núcleo central.
Cada forma de Vida Consagrada tem um carisma próprio, ou seja, seus fundadores decidiram – e depois a Igreja os aprovou – viver um ou mais aspectos do Evangelho de Jesus Cristo numa forma radical e ampla, e ainda professar os conselhos evangélicos da pobreza, obediência e castidade como algo próprio e comum de todas as formas de Vida Consagrada. Assim, os fundadores lhes deram normalmente uma Regra de Vida e Constituições ou apenas Constituições, que lhes dão organização e normas de vida.
O Concílio Vaticano II, ao tratar da Vida Consagrada, exorta: "O estado (de Vida Consagrada) constituído pela profissão dos conselhos evangélicos, embora não pertença à estrutura hierárquica da Igreja, está, contudo firmemente relacionado com sua vida e santidade" (LG 44, 120). "Os conselhos evangélicos da castidade consagrada a Deus, da pobreza e da obediência se baseiam nas palavras e nos exemplos do Senhor. São recomendados pelos Apóstolos, Santos e Padres e pelos mestres e pastores da Igreja. Constituem um dom divino que a Igreja recebeu do seu Senhor e por graça dele sempre conserva. A própria autoridade da Igreja, guiada pelo Espírito Santo, cuidou de interpretar os conselhos evangélicos, regulamentar lhes a prática e estabelecer formas estáveis de vida" (LG 43, 115).
Por: André Maria C. M. Carvalho, religioso barnabita.
Anterior Proxima Página inicial