Postagem em destaque

Profissão Solene do Ir. Lima

No dia 5 de Agosto final de semana passado o nosso caro Ir. Lima deu seu sim definitivo na sua profissão solene, ao passo que o terceiro do...

Follow by Email

Inicio » » Comentário ao Evangelho do dia 14: Lc17,11-19

Comentário ao Evangelho do dia 14: Lc17,11-19

14 de novembro de 2012

Queridos irmãos e irmãs,
Saudações no Cristo Crucificado!
O Evangelho de hoje narra Jesus retomando a viagem para Jerusalém, lugar teológico, onde como os profetas, será chamado, mas agora  na cruz a dar a vida. Entra numa aldeia de samaritanos e se deixa interpelar por um grupo de leprosos. Eram samaritanos, estrangeiros para os judeus; eram leprosos e tornavam impuro quem se aproximasse deles. Mas Jesus é o salvador de todos. Veio para todos. Jesus realiza este milagre com a sua habitual discrição e abertura aos mais pobres entre os pobres, aqueles que mais precisam da sua intervenção salvadora.
São curados os dez leprosos; mas só um deles sente a obrigação de agradecer. O número dez é simbólico. Significa o indeterminado, isto é, muitos ou todos. A salvação é para a humanidade doente. O gesto de se lançar aos pés de Jesus significa não só a sua gratidão pelo milagre em si. O milagre deve provocar fé, ou  seja, adesão incondicional a Cristo. É uma decisão de se tornar verdadeiramente discípulo.
Só um leproso é plenamente curado no corpo e na alma. Mas não basta encontrar Jesus. É preciso escutar a sua palavra, se deixar atrair pela graça e seguí-lo para onde quer que vá. O caminho da salvação vai da graça recebida, à gratidão, ao louvor.
Por: André Maria C. M. Carvalho, religioso barnabita.
Anterior Proxima Página inicial