Postagem em destaque

SANTA MARIA VIRGEM: MÃE DA DIVINA PROVIDÊNCIA

Patrona da Ordem dos Clérigos Regulares de São Paulo (Barnabitas). Solenidade (no sábado anterior ao III domingo de novembro). Depois...

Follow by Email

Inicio » » Uma comunicação de qualidade

Uma comunicação de qualidade

23 de julho de 2018



Comunicação de qualidade é conversação ou diálogo entre duas pessoas ou mais. Embora se desenvolva a partir de pontos de vista diferentes, a verdadeira comunicação supõe um clima de boa vontade e compreensão recíproca. Também numa comunicação deverá sempre ocorrer uma troca de idéias para se chegar a um bom entendimento.
Certamente, a comunicação está presente nos Escritos (Constituições, Sermões, Cartas) de Santo Antônio Maria Zaccaria (século XVI). Lendo os Escritos podemos abordar melhor o contexto e a mensagem. Portanto, aqui apresentamos alguns trechos de como o Santo faz referência ao nosso assunto:

- Estou dizendo isso, porque Benedito é obediente e digno de confiança, pelo que fala e pelo que faz. O senhor o conhecerá melhor, conversando com ele pessoalmente (Carta 1, 10105).
- Experimente, então, meu caro amigo, dialogar familiarmente com o Cristo Crucificado, por um espaço de tempo curto ou longo, conforme a oportunidade, como você faria comigo - e converse com Ele sobre suas coisas e também lhe peça conselhos, sejam quais forem os assuntos: pessoais, materiais, seus ou dos outros (Carta 3, 10306)
- Não podendo parar para conversar com ele, por causa das ocupações importantes do dia-a-dia, como por exemplo, conferir uma mercadoria para ser despachada bem naquela hora, logo de início é só dizer para Ele: "Você, meu amigo, me perdoa se não posso dar-lhe atenção agora? Eu tenho muita coisa a fazer, mas logo que eu acabar, a gente conversa! (Carta 3, 10309).
- Olha só a conversa fiada dessa pessoa! Fala mais que um papagaio! Nunca está na oração com as outras, está sempre ocupada com as coisas de fora, fica na cama dormindo à toa! Será que não é esse o rosto de Saulo ou, em outras palavras, a figura do nosso primeiro homem velho? (Carta 9, 10906).
-Vejam se isso fica bem: mal uma pessoa se mexe e já está cansada, mal se senta para conversar com os outros aumenta esta dor. Isso pode ser tudo, menos uma perfeição amadurecida! Essas situações e outras parecidas são o Saulo, isto é, mostram a figura do homem imperfeito. (Carta 9, 10908).
- Recebi sua carta e a minha resposta será uma conversa com vocês dois juntos: com você, Bernardo e com D. Laura. E já que os confiei ao Cristo, desejo que vocês não se deixem levar pela tibieza, mas que cresçam sempre! (Carta 10, 11101).
- Senhor está vendo agora como as suas palavras foram úteis? Queira Deus que nós possamos conversar com mais frequência! (Carta 12, 11205).
- Mas você o vê claramente na luz do Novo Testamento (2Cor.3,18): você pode
falar e conversar com Ele e pode chamá-lo realmente de um Deus na terra (Sermão 2, 20208).
- E o que mais? A ira não deixa o homem ter um comportamento gentil e
uma conversa educada, porque o "homem irado age sem critério" (Sermão 5, 20511).
- Vocês compreenderão essa situação pelo seguinte: saindo do momento de oração, vocês continuam os mesmos de antes como, por exemplo, levianos nas conversas, negligentes no trabalho e imperfeitos em todas as coisas (Constituições, Cap. X; 31002).
- Faça-os conhecer com quem eles devem entreter-se e conversar interiormente. (Constituições, Cap. XII; 31234).
- Ensine aos Noviços não só o modo de conversar, mas também o de
aumentar seu fervor de noviços, fazendo-os saber que, não progredir é recuar e, ao
mesmo tempo, chame a sua atenção para o seguinte: uma coisa é fervor e devoção
exterior e outra é o fervor e a verdadeira devoção (Constituições, Cap. XII; 31237).
- Não deixem, de modo algum, que as reuniões caiam em sutilezas, considerando os costumes de forma genérica, mas se atenham ao estudo dos costumes em particular e não deixem que a conversação descambe para um estilo acadêmico, inconsistente (Constituições, Cáp. IX; 30904).
- Quando vocês virem alguém fazer tudo o que quer, ou então dizer: "quero" e "não quero"; e quando virem os superiores se queixarem porque não têm a quem pode confiar ou comunicar algumas coisas; por causa desses sinais e de outros semelhantes, vocês compreenderão que a obediência está corrompida (Constituições, Cáp. XVII; 31708).

Santo Antônio Maria Zaccaria. Rogai por nós!

Por: Cristóbal Ávalos Rojas, crsp.
Revisão Textual: Pe. Ferdinando Capra, crsp.

































Anterior Proxima Página inicial