Postagem em destaque

ORDENAÇÃO PRESBITERAL

No dia 08 de Dezembro de 2017, Solenidade da Imaculada Conceição de Nossa Senhora, na comunidade Igreja Matriz Sagrada Família, Mococa – SP...

Follow by Email

Inicio » » Domingo de Ramos: Aclamemos ao Rei Servo solidário e compassivo!

Domingo de Ramos: Aclamemos ao Rei Servo solidário e compassivo!

29 de março de 2015

Iniciamos a Semana Santa, a Semana Maior, cenário e fonte do perdão e da misericórdia, entrando em Jerusalém com o Rei Servo solidário e compassivo. Com os jovens hebreus de então e os jovens de hoje, que neste dia celebram a jornada mundial de oração com o lema de 2015: Bem aventurados os puros de coração, por que verão a Deus, (Mt 5,8); queremos aclamar com alegria e fidelidade ao Salvador de nossas vidas. Neste domingo os cristãos que acompanharam toda a caminhada quaresmal de conversão da indiferença para o amor, doação e da acomodação para o serviço que promove e emancipa os irmãos, deveríamos nos questionar: a quem queremos servir e como queremos servir? 
Muitos neste Domingo acolheram a Jesus com Ramos e gritos de Hosana ao Filho de Davi, mas não muito depois, na sexta-feira, vociferaram crucifica-o, optando por Barrabás. Isto acontece também em nossos dias quando permanecemos numa religião de conforto e complacência, de prosperidade material e nos vemos de repente imersos no mundo da dor e sofrimento, não somos capazes de crescer nos desafios do compromisso e no testemunho que implica dar a vida, aceitar a entrega gratuita e sem retorno.
Por isso é importante responder a quem queremos realmente servir: a Jesus Cristo o Rei Servo e irmão que veio para nos reconciliar com o Pai e gerar um mundo fraterno e justo, ou as caricaturas de um Messias que anseia o poder, e que promete bonança econômica para os seus seguidores. Como queremos servir, pois muitos aceitam Jesus, mas não aceitam segui-lo através do caminho da Cruz, do serviço abnegado do amor que se esquece de si mesmo e partilha sua vida com os pobres e abandonados; ou preferimos o caminho do sucesso, do serviço que trás holofote, que tem placar garantido para a ascensão social e para o carreirismo eclesiástico?
Da sinceridade com que resolvamos estas duas questões, dependerá o nosso projeto de vida, a autenticidade do nosso cristianismo, a fecundidade de nossa missão. Que esta semana santa não se esgote num turismo religioso ou num roteiro de devoções periféricas, mas nos leve a viver e celebrar a paixão e ressurreição do Senhor com fé e compromisso, assumindo sem reservas nossa identidade cristã e nosso firme propósito de servir com amor e gratuidade ao Reino que Jesus veio instaurar na nossa vida e na história de toda a humanidade. Deus seja louvado!

Por: Dom Roberto Francisco Ferreria Paz, Bispo de Campos (RJ).
Fonte: cnbb.org.br
Anterior Proxima Página inicial