Postagem em destaque

Profissão Solene do Ir. Lima

No dia 5 de Agosto final de semana passado o nosso caro Ir. Lima deu seu sim definitivo na sua profissão solene, ao passo que o terceiro do...

Follow by Email

A Chegada

3 de dezembro de 2013

Por: Dom José Alberto Moura, Arcebispo de Montes Claros (MG).
Cada ano a chegada do Rei nos faz abrir o coração para que Ele entre e se hospede conosco. Para quem nunca teve a experiência de recebê-Lo, a preparação já é uma festa e uma certeza de que a própria casa será diferente de ora em diante. Para os já preparados, a experiência na nova chegada é mais madura para se perceber que o Rei tem novas propostas a fazer, com resultados encantadores!
Como nem todos percebem o valor de um Rei-Deus-Homem, é preciso que nos envolvamos todos numa publicidade feita no tu a tu, em que expliquemos a natureza e o valor de tão grande Senhor. Ele vem como menino, mas, dentro dele, há a realidade divina, que muda a rota da vida de cada um e de toda a humanidade. Basta a pessoa aceitar que essa criança nasça na casa de seu coração. A preparação é fundamental. Ela é total: do corpo lavado com a penitência e a oração; a mente iluminada pela Palavra de Deus; o coração aberto para aceitar o amor dele, com o desafio de ser generoso, fraterno, justo e solidário; a alma cheia de encanto pela vida do sentido dado pela criança que nasce, ou seja, deixar-se conduzir pelos valores divinos no humano. Isso requer conversão, superação dos vícios e egoísmos, aceitar dar de si pelo bem do próximo e preocupar-se com os caídos na vida, para que se ergam, tendo a certeza de que Deus está conosco e, com Ele, somos capazes de caminhar numa vida nova e condutora para a realização humana plena. Afinal, Jesus, fonte de vida plena, veio nos trazer sua vida para que a acolhamos e a façamos a razão de nossa existência.
O Advento, ou preparação para a chegada do Emanuel, alegra-nos imensamente. Através da novena feita na família e na comunidade preparamo-nos de modo muito proveitoso para o Natal de Jesus. A Palavra de Deus aí apresentada, meditada e assumida, provoca o diálogo de todos para uma aplicação na vida com proveito transformador. Leva cada um à ação missionária de ensinar aos outros sobre o que fazer para o aproveitamento de um Natal diferente e frutificador da vida.
A Campanha para a Evangelização, feita nas três primeiras semanas do Advento, é um meio importante e consequente da preparação para o Natal, com o compromisso de sermos evangelizadores e missionários com toda a Igreja. Colaboramos com a melhor formação de catequistas e agentes de pastoral para que o Evangelho de Jesus seja conhecido, vivido e fonte de transformação da vida. A Campanha tem seu efeito prático na coleta para a evangelização, feita no terceiro domingo do Advento. Cada um é chamado a ser generoso nessa oferta importante e solidária com a ação evangelizadora.
A melhor preparação para o Natal não é a da festa material e social. Dá-se com a abertura do coração com a oração, a meditação na Palavra de Deus, a penitência, a conversão da vida para a de maior sentido e a prática da caridade. Natal sem Jesus é banquete sem comida. Jesus deve ser visto nas pessoas mais carentes em todos os sentidos. Por isso, celebrar o Natal é voltar-se para Jesus e deixar que Ele transforme nosso coração.

Fonte: cnbb.org.br
Anterior Proxima Página inicial