Postagem em destaque

Ação evangelizadora no Brasil

No Brasil, a Igreja agora se orienta para novas frentes de implementação do anúncio querigmático do Evangelho. A Conferência Nacional dos...

Follow by Email

Inicio » » Perseguições: como lidar com elas? Comentário ao Sermão 7 de Santo Antônio Maria Zaccaria

Perseguições: como lidar com elas? Comentário ao Sermão 7 de Santo Antônio Maria Zaccaria

29 de outubro de 2013

O 7º Sermão de Santo Antônio Maria é atípico, não segue a linha dos outros 6, que tratam dos Mandamentos (os 5 primeiros) e da tibieza (o 6º). Trata-se de uma alocução feita aos companheiros em momentos de grande dificuldade para o pequeno grupo dos filhos e filhas de São Paulo ainda no início de caminhada.
Pronunciado aos 4 de outubro de 1534, esse Sermão é, ao mesmo tempo, dramático e cheio de fervor.
- Dramático, porque aquele grupo de Barnabitas, Angélicas e Casais estavam sofrendo uma perseguição da própria Santa Sé, que considerava muito estranho o fato que religiosas saíssem do convento para irem em missão, que leigos participassem ativamente da ação pastoral dos Barnabitas e, o mais grave para a mentalidade da época, que todos estivessem juntos na atividade missionária.
- Cheio de fervor, porque Santo Antônio Maria exorta o grupo a resistir, dando várias orientações sobre como reagir diante da situação, que poderia culminar com a extinção do grupo e dos seus ideais de renovação do fervor cristão.
Vocês podem ler esse sermão no próprio blog (*), de modo que vou trazer para os nossos tempos o que o santo disse naquela ocasião:
1.      Ninguém de nós está livre de perseguições e conflitos, ainda mais nesses tempos complicados que estamos vivendo; aliás, os conflitos internos são piores do que os externos.
2.    É preciso olhar sempre pra Jesus, que, por amor a nós, sofreu perseguições até a morte de cruz, mas disse que estaria conosco até o final dos tempos.
3.    A melhor maneira de lidar com as perseguições é a resistência pacífica, que consiste em:
- não largar mão de nossas convicções, uma vez bem discernidas,
- dar testemunho coerente do Evangelho, por palavras e gestos concretos,
- rezar por quem nos persegue, para que se converta,
- animar os desanimados, porque Deus não quebra a cana rachada, nem apaga a chama que ainda fumega. (Is 42,2)
Dessa forma, estaremos preparados para enfrentar os desafios do tempo presente. Mais uma coisa: jamais entrar em polêmica, agir com bom senso e, é claro, que nunca falte o amor fraterno, pois só o amor é capaz de mudar as situações adversas.
Por:





(*) Como ler esse e outros Escritos de Santo Antônio Maria Zaccaria a partir do blog?
Clicando AQUI você encontrará as Cartas, Sermões e Constituições de SAMZ.
A partir daí, você poderá abrir ou salvar o que desejar. Todos os textos estão em pdf.
Anterior Proxima Página inicial