Postagem em destaque

ORDENAÇÃO PRESBITERAL

No dia 08 de Dezembro de 2017, Solenidade da Imaculada Conceição de Nossa Senhora, na comunidade Igreja Matriz Sagrada Família, Mococa – SP...

Follow by Email

Inicio » » III Domingo da Páscoa

III Domingo da Páscoa

7 de maio de 2011

Queridos irmãos e irmãs,
Saudações no Cristo Ressuscitado!
A liturgia deste Domingo nos convida a descobrir esse Cristo vivo que acompanha os homens pelos caminhos do mundo, que com a sua Palavra anima os corações magoados e desolados, que se revela sempre que a comunidade dos discípulos se reúne para “partir o pão”; apela ainda, a que os discípulos sejam as testemunhas da ressurreição diante dos homens.
A primeira leitura mostra (através da história de Jesus) como do amor, que se faz dom a Deus e aos irmãos, brota sempre ressurreição e vida nova; e convida a comunidade de Jesus a testemunhar essa realidade diante dos homens.
A segunda leitura convida a contemplar com olhos e ver o projeto salvador de Deus, o amor de Deus pelos homens (expresso na cruz de Jesus e na sua ressurreição). Constatando a grandeza do amor de Deus aceitamos o seu apelo a uma vida nova.
É no Evangelho, sobretudo, que esta mensagem aparece de forma nítida. O texto que nos é narrado põe Cristo, vivo e ressuscitado, a caminhar ao lado dos discípulos, a explicar-lhes as Escrituras, a encher-lhes o coração de esperança e a sentar-se com eles à mesa para “partir o pão”. É aí que os discípulos o reconhecem.
Na nossa caminhada pela vida, fazemos, frequentemente, a experiência do desencanto, do desalento, do desânimo. As crises, os fracassos, o desmoronamento daquilo que julgávamos seguro e em que apostamos tudo, a falência dos nossos sonhos, nos deixam frustrados, perdidos, sem perspectivas. Então, parece que nada faz sentido e que Deus desapareceu do nosso horizonte. No entanto, a catequese que São Lucas nos apresenta hoje garante que Jesus, vivo e ressuscitado, caminha ao nosso lado. Ele é esse companheiro de viagem que encontra formas de vir ao nosso encontro – mesmo se nem sempre somos capazes de o reconhecer – e de encher o nosso coração de esperança.
Como é que ele nos fala? Como é que ele faz renascer em nós a esperança? Como é que ele nos passa esse suplemento de entusiasmo que nos permite continuar? São Lucas responde: é através da Palavra de Deus, escutada, meditada, partilhada, acolhida no coração, que Jesus nos indica caminhos, nos aponta perspectivas novas, nos dá a coragem de continuar, depois de cada fracasso.
Então, quando é que os olhos do nosso coração se abrem para descobrir Jesus, vivo e atuante? São Lucas responde: é na partilha do Pão eucarístico. Sempre que nos sentamos à mesa com a comunidade e partilhamos o pão que Jesus nos oferece, damo-nos conta de que o Ressuscitado continua vivo, caminhando ao nosso lado, nos alimentando ao longo da caminhada, nos ensinando que a felicidade está no dom, na partilha, no amor.
Sempre que nos juntamos com os irmãos à volta da mesa de Deus, celebrando na alegria e na festa o amor, a partilha e o serviço, encontramos o Ressuscitado a encher a nossa vida de sentido, de plenitude e de vida autêntica.

Por: André Carlos Morais Carvalho (Aspirante Barnabita da comunidade São Barnabé, São Paulo-SP).
Anterior Proxima Página inicial