Inicio » » Sobre os primeiros irmãos “conversos” de nossa Ordem

Sobre os primeiros irmãos “conversos” de nossa Ordem

3 de maio de 2014

Em sua obra I Barnabiti (2012, p. 565), padre Antonio Maria Gentili, diz que nossa Ordem nasceu como clerical, porém formada de sacerdotes que professam os votos evangélicos e vivem em comunidade, ou seja, são os clérigos regulares. Porém, alguns que ingressaram na vida barnabítica não abraçaram o estado clerical, porém possuíam o desejo de se consagrar a Deus, mas não como sacerdote e sim como irmãos, que durante o Capítulo Geral de 1554 receberam o nome de “conversos”, como colaboradores na messe do Senhor.
Entre estes que abraçaram a vida religiosa barnabítica, porém como irmão, foi o Andrea Scaglioli, sendo um dos primeiros irmãos conversos da Ordem. Andrea Scaglioli (1512-1580) foi religioso muito estimado pelas suas virtudes entregou sua vida pelo bem da Congregação. Por muito tempo ficou responsável pela cultivação da terra na fazenda dos Padres em Zuccone, “onde demonstrou o seu ânimo apostólico amavelmente no ensino da doutrina cristã aos camponeses” (Menologio dei Barnabiti, Roma, 1977, p.155).
Nos primórdios da Ordem os irmãos conversos eram responsáveis pelas seguintes atividades: “o cuidado da igreja e da sacristia, pelas roupas, pela dispensa, pela cozinha, da portaria, limpeza da casa, a administração dos sítios e patrimônios imobiliários, etc.” (Gentili, 2012, p. 565), porém, é bom ressaltar que como religiosos nada os diferenciava dos deveres e obrigações para com a Ordem assim como os padres.
Nos dias atuais, o papel dos irmãos na Ordem assume uma ampla dimensão, podendo atuar em diversos campos em que a Ordem necessite, fazendo assim com que sua presença seja frutuosa para a vida religiosa barnabítica, dando, portanto, um verdadeiro sentindo de família religiosa, que com suas diversidades de dons e carismas, continua sob o impulso do Espírito Santo a atualizar, nos dias de hoje, o ideal de Santo Antônio Maria, que continua vivo em seus filhos.
Por:
REFERÊNCIA BIBLIOGRAFICA
GENTILI, Antonio Maria. I Barnabiti: Manuale di storia e spiritualidade dell’Ordine dei Chierici regulari di san Paolo decollato. Roma: 2012, p. 825.
BARNABITI, Menologio dei. Roma, 1977, p. 525.
Anterior Proxima Página inicial